Notícias

Units da Energisa passam a integrar mais uma carteira teórica da B3

As Units da Energisa passaram a compor, a partir de setembro, a carteira teórica do MLCX (MidLarge Cap), que é composto por ações e units que atendam a critérios de maior negociabilidade e representatividade do mercado de ações brasileiro, como: i) estar entre os ativos que, em ordem decrescente, representam 85% do valor de mercado de todas as empresas listadas no mercado a vista da B3 (Brasil, Bolsa Balcão); ii) estar entre os ativos elegíveis que, no período de vigência das 3 (três) carteiras anteriores, em ordem decrescente de Índice de Negociabilidade (IN), representem em conjunto 99% do somatório total dos indicadores; e iii) ter presença de 95% dos pregões no período de vigência das 3 (três) carteiras anteriores.

Esse índice, assim como os demais da Bolsa, possui revisões quadrimestrais. Com essa inclusão, as Units da Energisa passaram a compor as carteiras de oito índices da B3: IBrX-100, IEE, ITAG, IBRA, IGCT, IGCX, UTIL e MLCX. Este movimento reflete a melhoria da liquidez das ações da Companhia nos últimos dois anos, especialmente após re-IPO, realizado em julho de 2016.

Última atualização em 

Close